Atendimento em comportamento alimentar

Eu te proponho um jeito diferente, mais humano e mais bonito de pensar a alimentação: uma alimentação sem culpa, sem medo e livre de dietas, que respeita seu próprio organismo, que preza pelo prazer de comer, que não condena alimentos e que promove uma vida mais leve.

Sim, essa é exatamente a proposta da abordagem "sem dieta" da Nutrição!

O que é?

Essa abordagem entende que a comida é muito mais do que nutrientes, tendo implicações psicológicas, sociais e culturais em nossas vidas, e que temos um relacionamento com a comida. Assim, é preciso investigar e trabalhar de maneira mais profunda nossos comportamentos disfuncionais com a comida. Para isso, utilizo abordagens diferenciadas da Nutrição, como por exemplo Mindful Eating e Alimentação Intuitiva, que lhe ajudarão a entender e trabalhar os significados que a alimentação tem pra você, a reaprender a ouvir seu corpo (entender seu mecanismo de fome e saciedade), a fazer as pazes com a comida, a resgatar o prazer de comer, a resgatar sua autonomia alimentar, e a desenvolver um senso crítico em relação às informações sobre Nutrição.

Quem eu atendo?

Meu trabalho é ajudar pessoas que sofrem de alguma forma em relação ao comer, à comida ou ao peso (como por exemplo, efeito sanfona, dietas frustradas, culpa ao comer, sensação de descontrole perante a comida, compulsão alimentar, e casos de transtorno alimentar) .

Essa abordagem também permite o atendimento de necessidades de cada patologia, como, por exemplo, Diabetes Mellito, Hipertensão, Dislipidemias (aumento de colesterol, triglicerídeos), Síndrome do Intestino Irritado.

Dessa forma, essa abordagem é pra você que:

  • quer modificar sua relação com a comida;

  • quer entender seus comportamentos alimentares disfuncionais; 

  • que vive compulsões alimentares, ou transtorno alimentar;

  • que quer entender uma obsessão por doces, ou outro alimento;

  • que sente que come por emoções;

  • que quer se libertar da vida de dietas;

  • que quer entender o efeito sanfona e as questões ligadas ao peso;

  • que quer poder viver em paz com a comida e nutrindo seu corpo e sua alma;

  • que quer se reconectar com os sinais do corpo para se alimentar;

  • que quer poder se alimentar com tranquilidade e autonomia’.

Conheça os resultados mais comuns:

  • Entender e transformar sua relação com a comida, para que ela volte a ser natural e positiva

  • Entender os fatores que interferem no peso e no efeito sanfona

  • Viver sem dietas, sem culpa, sem sofrimento ao comer

  • Se reconectar com o corpo, utilizando os sinais de fome, saciedade e satisfação para se alimentar

  • Entender e trabalhar a compulsão alimentar

  • Entender e trabalhar o comer emocional

  • Resolver a obsessão e os desejos alterados por alimentos específicos

  • Eliminar sentimentos de ansiedade e medo frente aos alimentos

  • Ficar de bem com seu prato!

Tenho interesse nessa abordagem! Como marco um atendimento?

Para informações e marcações de consultas, entre em contato clicando aqui.

 

 

 

 

 

Quem já passou por esse processo?

Conheça abaixo algumas pessoas que já passaram por atendimento.

"(...) Achei necessário iniciar o tratamento com a Nathalia pois eu ainda tinha muitas crenças sobre alimentação, me sentia perdida, não sabia se eu estava comendo bem ou estragando minha saúde. Durante o tratamento eu percebi que eu estava me alimentando bem, isso me deixou mais tranquila sobre o que eu estava fazendo. Também percebi que meu comportamento alimentar restritivo tinha muito a ver com a forma como eu era, eu sempre me cobrei muita perfeição, sempre quis ter controle de tudo, e quando eu me vi numa situação difícil na qual as coisas saíram do meu controle, eu entrei em pânico, e isso refletiu diretamente na minha alimentação. (...) O processo de conhecer os alimentos e respeitá-los foi a melhor coisa que aconteceu na minha vida, hoje aprendi a ser mais liberal comigo mesma em todos os aspectos, hoje sou livre.

Obrigada Nathalia por ter me ajudado nesse processo, não teria conseguido florescer tanto sozinha."

- Larissa V.

"Aos 24 anos já estava cansada de tudo isso, comecei a notar que minhas dietas duravam cada dia menos e durante um longo processo de desconstrução e empoderamento, encontrei a Dra. Nathália (a luz no meu ano de 2018) Li todos os posts existentes, vi todos os vídeos, pesquisei loucamente sobre a nutrição comportamental e pensei: - É isso. Faz sentido. O problema é e sempre foi dieta! Foi minha luz no fim do túnel. Posso dizer que nos meses de tratamento, eu pude enxergar com total clareza todo o meu processo de amadurecimento, entender os meus motivos e dores e me tratar com mais carinho.

Me senti presa durante 14 anos da minha vida e hoje estou sem amarras, totalmente livre e completamente feliz. Eu não tenho palavras para agradecer por sua ajuda, Dra. Você é incrível. Obrigada!"

- Jéssica S. 

"A alimentação intuitiva entrou na minha vida depois de mais de 20 anos vivendo de dietas. Anos a fio seguindo cardápios prescritos por "profissionais", revistas e livros, programas alimentares, remédios, enfim, completamente aprisionada no ciclo restrição/compulsão, o que me trouxe problemas psicológicos, muita infelicidade e sobrepeso. No início do tratamento com a Nathália (Petry, nutricionista) achei que fosse ficar louca por não ter mais que seguir um papel. Lembro-me até hoje do que senti quando ela disse que eu teria permissão incondicional para comer, durante o tratamento voltei a reconhecer fome, saciedade e também passei a questionar os pensamentos autodepreciativos e que classificavam comidas em "boas" e "más". A alimentação intuitiva entrou para ficar na minha vida, um processo de dentro para fora, meio doloroso, principalmente no início, mas que vale muito a pena! Sou eternamente grata por tudo o que vivi e estou vivendo!"

- Gisela Cabral

"No final de 2016, tive a oportunidade de fazer o tratamento de nutrição comportamental e intuitiva com a Nathália e isso mudou minha forma de lidar com minha alimentação. Até então, eu sempre me preocupava em comer algo que fosse saudável, que tivesse certas vitaminas ou nutrientes, com isso, não comia com prazer no dia-a-dia. Nos finais de semana comia exageradamente a comida da minha mãe, sentindo muito prazer e era como uma recompensa por tantos dias que comia sem prazer. Eu evitava comer chocolate ao longo do mês, porém na TPM me permitia comer uma barra inteira de uma vez, gerando culpa depois. Toda a conversa com a Nathália me abriu para uma nova relação com a comida. Com o tempo fui me lembrando de como é bom cozinhar algo saboroso, mesmo que fosse só para mim. Hoje me alimento com muito mais prazer, busco ir mais à feira, onde me inspiro para fazer diferentes pratos."

- Carla Prieto

"Entender que os fracassos das dietas que fiz desde os meus 15 anos de idade não eram meus fracassos me libertou para conhecer o mundo de outra forma. Me conhecer e me conectar com meu corpo é uma transformação diária. Dá liberdade para viver outros sonhos, me amar do jeito que eu sou e aproveitar a vida sem viver em função de um padrão que aprisiona a mente e rouba a felicidade."

- Poliane Aguiar

 

"O resultado que tive com Nathalia foi tão sutil e tão intenso: aprender a me amar. A gostar e aceitar quem sou, como sou. Me olhar com carinho e entender o que meu corpo precisa a cada hora do dia. A partir do momento em que tirei o olhar crítico sobre mim e abri minha atenção para minhas verdadeiras necessidades não somente eu fui tomada de uma autoaceitação intensa como também, claro, meus cuidados comigo aumentaram muito. Não somente em relação ao que como, mas ao que realmente quero e preciso para mim."​

- Priscila Liske

“Minha história complicada com a comida é bastante antiga, mas eu a reduzia a ‘dieta-insatisfação corporal – emagrecer – engordar’, com o tratamento com a Nathália Petry eu pude rever toda a minha história com um olhar diferenciado. Eu pude rever inclusive, meu preconceito com nutricionistas, que nunca (até agora) tinham dado ênfase à questão emocional. Porque quem vive de dieta sabe de cor e salteado o que deve fazer pra emagrecer. A relação com a comida vai muito além. Hoje não tenho compulsões alimentares, como sem culpa e com prazer. Mas, principalmente, como de forma consciente! Descobri que por boa parte da minha vida, eu só engoli. Não parava pra sentir o sabor, as sensações e os sentimentos. Concomitante a tudo isso, passei a me apaixonar por mim. Sei que esse será um processo eterno, mas tenho certeza que eu não teria ido tão longe sem a sua ajuda. Agradeço imensamente por você ir além do status quo e fazer uma real diferença na vida dos seus pacientes!"
- Michelle Nunes

“Quero deixar registrado como foi meu processo de reconhecimento e quebra de crenças através do excelente trabalho realizado pela Nathália, mais conhecida Naty, minha amada amiga. Tive a honra de ser sua coachee no processo de formação de Coaching e o Universo não poderia ser tão positivo, foi incrível! No início eram tantas perguntas que ao longo do processo eu mesma as consegui responder. Foi me apresentado de uma forma linda e encantadora como apreciar todos os tipos de comida e não ficar mais encanada com as "dietas do momento" e principalmente me privar de coisas que amo comer. Sentimento puro de GRATIDÃO por todas as verdades apresentadas! Hoje me identifico muito mais, sei o que estou comendo, porque estou comendo e a melhor quantidade para o meu organismo, e SEM CULPA! Naty, você é incrível!!! Muito sucesso pra você!!! Profissional maravilhosa e uma pessoa encantadora!!! Sou sua fã!!! Beijo grande e GRATIDÃO!!!”
- Evelyn Ribeiro

 

"Nathalia, Foi maravilhoso ter feito esse processo de " ficar de bem com meu prato " ou, eu diria, de "libertação", com você! Eu fiquei muito feliz, e até impressionada, com os resultados obtidos de forma tão rápida. Está sendo muito bom ter voltado a ter uma alimentação leve, sem culpas e sem ficar o tempo todo controlando o que comer... me sinto mais livre e respeitando minhas vontades, porque relembrei que meu corpo sabe o que é bom para mim e me conduz. Obrigada por ter sido uma fonte de inspiração e pelo trabalho que fazes. Precisamos de mais nutris assim pelo Brasil. Obrigada mesmo por tudo, você é um doce e super sensível.O mundo precisa de mais profissionais assim como você, pois a vida é linda, e curta demais, pra gente ficar perdendo tempo pensando em dieta"
- Nilda Martins 

"Nath, muito obrigada. Obrigada por tudo mesmo. Nossos encontros foram grandiosos. Me ensinou muito. Você com todo seu amor e carinho plantou uma sementinha e eu prometo que vou cuidar dela. E vou me esforçar muito para ter paciência para vê-la crescer e florescer. Sem pressa."
- Isabela Tudeschini

 

"Ser atendida pela Nathalia me trouxe uma abertura de visão com relação a minha alimentação e meu corpo e acredito que sem a sua ajuda jamais conseguiria. Foi ótimo perceber que o processo de se alimentar é da vida inteira e o que aprendi e mudei tenho que repetir diariamente para que o processo continue. Obrigada Nathalia pelo empurrão inicial, sempre lembrarei de você como a profissional que mudou o rumo da minha alimentação"
- Ana Carolina Jardim

"Eu ri tanto quando a Nathália me falou de ouvir meu corpo no inicio, porque não conseguia ouvir nada. Agora, graças a ela, o assunto comer é muito mais leve, porque estava antes algo muito pesado no meu dia a dia. Obrigada Nathália por fazer parte do meu caminho. Voce é jovem e tenho certeza que vai ter muito sucesso para ajudar pessoas porque seu trabalho é muito bom, muito util, e feito com muito carinho." 
- Yasmina Wasserer 

 

"Minha queixa: compulsão por doces. A proposta dela: permitir-me comê-los, porém sem a compulsão! Em 15 encontros semanais contei-lhe aspectos importantes e íntimos sobre minha vida e fomos descobrindo juntas qual era ( ou é) minha relação com os alimentos, meus prazeres, desprazeres, bloqueios, afinidades, gulas, sentimentos,...e por aí vai! Teve choro, teve sorriso! Teve abraço, teve lenço!!! Hoje percebo que me alimento de uma maneira mais equilibrada, mais centrada no que gosto e desejo, sem exagêros e ciente do que devo ou não, porém não me culpo ou me privo de algo que gosto ou desejo naquele momento!"
- Eugênia Nico 

 

"Como é bom comer sem culpa e sem medo! Descobri que quando você se propõe a entender seus sentimentos e ouvir seu corpo, comemos com mais prazer e não por insatisfação, ansiedade ou rotina. Hoje estou mais feliz, vivo em harmonia comigo mesma e com o que me cerca. Grata Nathália por fazer parte da minha caminhada."
- Elizabeth Naka