Blog

Quantas vezes você já começou um exercício e o abandonou?

16/5/2018

Foram pelo menos quatro vezes em que eu me inscrevi para planos anuais na academia. Em 100% delas eu não terminei o plano. Sempre havia alguma razão, e a correria, a preguiça e o cansaço pareciam ser meus maiores obstáculos para uma vida saudável.

Demorou muito tempo para eu entender que o problema não estava comigo. E hoje eu percebo que temos uma relação bastante intrigante com nós mesmos e com os comportamentos de saúde que gostaríamos de ter.

"Se a dieta não deu certo, se a academia não vingou, se a corrida ainda não te viciou, é porque falta força de vontade", eles dizem. "É porque falta disciplina, é porque você não insistiu o bastante." Mas será que simplesmente essas atividades não deram certo porque elas não eram pra você?

Foram muitas tentativas até eu entender que simplesmente a academia não era para mim. É um tipo de exercício que não me desperta prazer, e por isso não virou hábito. Simples assim. Não quer dizer que não tenho força de vontade, só quer dizer que existem outras formas de me movimentar que combinam mais comigo.

E então hoje eu fiquei refletindo: por que insistimos tanto no mesmo caminho? Quantas tentativas iguais precisamos fazer para perceber que talvez o problema esteja naquilo que você está tentando? Por que temos todos que nos inserir na mesma fórmula de fazer tal atividade física e comer da mesma determinada fórmula? Por que insistimos em abandonar nossa singularidade em favor de um caminho que é de outro?

Reflita agora comigo: quantas horas da sua vida você já investiu tentando se adaptar ao mesmo exercício físico e ao mesmo caminho da dieta? Até quando vamos considerar que o problema é conosco ao invés de considerar se não é o caminho que escolhemos que simplesmente não é pra gente?

Na semana passada, recebi uma nova paciente que me disse: "Eu sei, eu sei, a fórmula é dieta e exercício físico...". E esperando que eu concordasse, ela se surpreendeu quando respondi: "Não concordo. Acho que simplesmente não há fórmula, e cada um deveria encontrar a forma de se alimentar e se exercitar que lhe traga mais prazer. Acredito que isso traria muito mais resultados do que continuamente tentar a mesma fórmula que já sabemos que fracassará". Pra mim, saúde é isso. Pra mim, o caminho que dá certo é aquele que ainda não foi traçado, e que você irá ainda construir. Essa é a ideia da Alimentação Intuitiva a respeito tanto da alimentação quanto do exercício físico, linha que trabalho dentro da Nutrição.

Hoje as pessoas acham estranho eu fazer aulas de tecido acrobático e hidroginástica, como se eu fosse um alien na terra. "Que atividades peculiares", eles dizem. Peculiar ou não, são exercícios que me propõem tanto prazer, diversão e bem estar que conto as horas da semana para que minhas aulas cheguem de novo. Não sei para vocês, mas para mim esse é o melhor sinal de que estou no meu caminho. <3

PS.: Para as pessoas que dizem que hidroginástica é "mole" demais e não faz efeito, sugiro que façam uma aula experimental. No momento, meu braço dói para digitar da aula de hoje de manhã.
PS2.: Não estou falando mal da academia ou da corrida. Só estou dizendo que pode ser interessante refletir sobre os mesmos caminhos que você vem percorrendo.

 

 


#debemcommeuprato #alimentaçãointuitiva#alimentaçãoconscienteeintuitiva #exercíciointuitivo#métodoaci #iaci #nutriçãocomportamental

Foto por Keyla Juliana, em seu lindo trabalho da Retratoterapia

 

Please reload

Veja mais
Please reload