Blog

A comida, o corpo e a procura da felicidade

6/6/2016

Neste final de semana, assisti ao um filme que me tocou profundamente e me trouxe reflexões muito profundas. 

 

Trazendo um resumo da sinopse, o filme Poder Além da Vida conta a história de Dan Millman, um estudante, ginasta estusiasmado com um sonho de participar das olimpíadas e que, segundo ele, já tem tudo: troféus, reconhecimento, sucesso, boas notas na faculdade e mulheres. Porém, apesar de "ter tudo", Dan percebe uma angústia que sente dentro de si ao encontrar um personagem bastante diferenciado que o interroga com a pergunta "Você é feliz?". Dan, que acreditava que a felicidade viria apenas quando conquistasse o ouro nas olímpiadas, é transportado por este personagem, apelidado de Sócrates, em vários questionamentos em relação à vida.

 

O filme me tocou bastante e me fez refletir bastante sobre a sabedoria de viver. Resolvi compartilhar um pouco dos aprendizados que eu - e o Dan! - tivemos!

Trago abaixo algumas percepções, associando-as ao nosso cotidiano de pressão de corpo perfeito e alimentação fit, que tem provocado muita infelicidade.

 

 

1) A felicidade está na chegada.

Percebo que nós, como sociedade, temos esta crença de que a felicidade está associada a um bem material, a uma conquista ou a um sucesso, que ainda virá. Ou seja, que a felicidade está lá no futuro dependente de algo. E assim acabamos vivendo sempre olhando para o amanhã, na busca e na espera...

 

E isso tem sido cada vez mais visto no contexto do emagrecimento. Assim, eu te questiono: Quantas vezes vem em sua mente o pensamento de que você só será feliz quando for magra? Que você só terá sucesso quando perder peso? Que você só será realizada quando tiver um corpo perfeito? 

 

Você tem deixado sua vida na espera? Na espera do corpo perfeito?

 

 

2) Com isso, esquecemos de aproveitar a jornada.

Quantas vezes acabamos perdendo a beleza do presente, perdendo a oportunidade de descobrir quem realmente somos e o que gostamos, ao olharmos apenas para o futuro? Quantas vezes deixamos a vida na espera e nos impedimos de realizar nossos sonhos?

O filme traz uma frase bem impactante: "Pode-se passar a vida toda sem nunca acordar."

 

Uma vez uma conhecida me disse "O modo como eu vivo a vida é o modo que eu vivo meu dia". Achei essa frase muito profunda! Quero dizer, quando olhamos pra trás, costumamos acreditar nossa vida é feita dos momentos especiais, de momentos de conquistas e de momentos de sucesso, não é mesmo? Lembramos de datas especiais e vitórias que tivemos, e categorizamos nossa vida dessa forma. E a vida também é feita destes momentos, claro, mas mais do que isso, a vida é cada dia!

 

Como você vive cada dia? Você atenta a cada momento? Você aprecia cada minuto? Você vive uma vida que respeita sua essência? Você faz coisas que você gosta? Você tem prazer e realização em suas atitudes? Você busca seus sonhos? 

 

E voltando para área do emagrecimento e do corpo: Ou você gasta horas do dia pensando em comida? Você usa seus minutos pensando naquilo que gostaria de comer? Se culpando pelo que comeu? Sofrendo olhando no espelho? Sofrendo olhando seu corpo? Planejando o que fará e o que deixará de fazer para mudar seu corpo? Acreditando que você só alcançará sua realização e seus sonhos quando emagrecer?

 

 

 

 

3) Também esquecemos de olhar para dentro e encontrar o que verdadeiramente somos e queremos.

Ainda segundo o filme: "Todo mundo quer dizer o que fazer, o que faz bem. Ninguém quer que você encontre suas próprias respostas, querem que você acredite nas  deles."

 

Como mostrado na cena acima, precisamos "retirar o lixo"! Isto é, que pensamentos e crenças nos limitam e nos fazem mal? Que são poeira e não nos permitem ver claramente as respostas que estão dentro da gente?

 

Será que realmente eu alcançarei a felicidade só quando for magra? Será que só me sentirei realizada quando tiver um corpo perfeito? Eu realmente acredito nisso? Quem quer que eu acredite nisso? É esse realmente meu sonho?

 

O que eu quero, o que eu preciso, o que eu sonho? Quais são as respostas escondidas dentro de mim, mascaradas por este desejo imposto a mim de emagrecer?

 

E, se pararmos para pensar, essa frase ainda se insere em vários contextos na nossa vida, inclusive no contexto da alimentação. Quantas vezes internalizamos o que as pessoas têm a nos dizer a respeito da comida? Quantas vezes ingerimos regras dos outros e as tomamos como verdade? Será que isso não tem nos prejudicano no entendimento das nossa própria individualidade? Quais são os desejos do seu corpo em relação à alimentação? Quais respostas estão dentro do você? O que seu corpo precisa? O que sua mente precisa?

 

 

 

O filme traz várias cenas de reflexão e acontecimentos impactantes (não vou dar spoiler!), e, que no final, levam Dan a refletir muito sobre sua vida e ter uma grande mudança de perspectiva.

 

Ele percebe que é preciso deixar coisas para trás, nos desfazer de pensamentos e crenças que nos limitam, para poder ver claramente as nossas próprias respostas, que estão aqui dentro. Descobrir o que realmente precisamos, o que realmente somos, o que realmente gostamos. Ele entende que a beleza está na jornada, e não no destino. Ele percebe que é preciso viver cada momento, e que a vida é feita do agora. Ele entende que "não existe início ou chegada, só o caminho."

 

 

 

 

Como é o seu caminho? Como é sua jornada? Como é o seu momento?

 

Reflita comigo:

Será que realmente emagrecer e controlar sua alimentação é o que te trará felicidade? Será que ter o corpo perfeito é sinônimo de alegria e realização? O que essa busca tem te trazido de bom na sua vida? 

 

Que tal enxergar seu corpo de uma outra ótica? Que tal visualizar a alimentação de uma forma diferente? Que tal "tirar o lixo" de tantas regras e pressões sobre corpo e comida que estão te impedindo de ver claramente? Que tal fazer as pazes com a comida e com o corpo e, assim, abrir os olhos para o que a vida tem a te oferecer? Que tal achar as respostas que estão aí dentro de você? Que tal abrir os olhos para encontrar a pessoa forte, linda e suficiente que você é?

 

 

Please reload

Veja mais
Please reload